Responder a este comentário

imagem de Flávio Cardoso

Entendendo a Salvação

Versão para impressãoVersão para impressão

A Salvação vem de Deus e não do homem. Nasceu no céu e não na terra. É resultado da graça de Deus e não da obra humana. É recebida pela fé e não por mérito. Deus é a fonte, o meio e o fim da salvação. Dele, por meio dEle e para Ele são todas as coisas. O Deus Pai concebeu a salvação antes dos tempos eternos. O Deus Filho, Jesus, a consumou na cruz e o Deus Espírito Santo a aplica eficazmente nos corações dos homens e mulheres.

Muito se fala sobre a salvação e sua implicação na vida do crente, todavia, muitas vezes não percebemos que a Bíblia emprega a palavra "salvação" em sentidos diferentes. Quando ouvimos sobre esse assunto, quase que automaticamente pensamos na eternidade e na alegria de estarmos com o Senhor após a nossa morte. Todavia, nem sempre o texto bíblico aponta para essa situação.

Por exemplo, Filipenses 2:12 nos fala da seguinte maneira: "Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor’’. Como alguém pode desenvolver a salvação se ela é uma dádiva de Deus, recebida de forma completa quando nos submetemos ao senhorio de Cristo em nossas vidas? Confira outros textos: Romanos 13:11, Romanos 5:10, I Pedro 2:2.

Dificilmente entenderemos esses textos se não percebermos que a salvação possui três aspectos diferentes. A salvação é um fato consumado, é um processo e é uma promessa. Ela é passada, presente e futura.

A salvação é um fato consumado, ou seja, já fomos salvos quando cremos em Cristo, por meio da justificação. Também podemos entender a salvação como um processo, pois estamos sendo salvos, pela santificação, na medida que progressivamente estamos sendo transformados à imagem de Cristo pelo Espírito Santo. Por fim, a salvação é uma promessa: ainda seremos salvos, na glorificação, que se dará na segunda vinda de Cristo, quando seremos transformados e receberemos um corpo de glória para reinarmos com Jesus para todo o sempre.

Salvos da Penalidade do Pecado -- Justificação

Essa primeira etapa diz respeito ao passado. Pela morte substitutiva de Jesus fui salvo de toda a penalidade do pecado. Éramos inimigos de Deus, mas, ao render-nos a Cristo, aceitando sua morte substitutiva e submetendo-nos ao seu governo, Ele nos fez amigos de Deus. Toda a dívida que pesava contra nós foi cancelada (Colossenses 2:14) e pregada lá na cruz. "Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus’’, é o que afirmou o apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos (8:1).

A justificação é algo que Deus fez por nós e não em nós. Ela acontece fora de nós e não dentro de nós. Ela muda a nossa posição diante de Deus e não a nossa vida interior. Ela acontece no tribunal de Deus e não no íntimo da nossa alma. Quando cremos em Cristo, somos imediatamente justificados junto ao trono de Deus. Nossa dívida é paga, nossa culpa é cancelada, nossos pecados são cobertos e, por estarmos em Cristo, somos declarados justos, com base na obediência perfeita de Cristo e sua morte substitutiva.

A justificação é um ato forense, ou seja, legal e judicial. Ela acontece uma única vez. Somos justificados com base na obra expiatória (apagar a culpa) de Cristo. Jesus pagou a nossa dívida como nosso fiador e morreu por nós e em nosso lugar, como o nosso representante. Toda a infinita justiça de Cristo foi colocada em nossa conta. Estamos justificados diante de Deus. Isso é um fato passado e consumado. Confira na Bíblia: Romanos 3:23-26; 5:1-2 e 8:1-2, I Pedro 2:24, Isaías 53:5-6, II Coríntios 5:21, Colossenses 2:13-14.

Salvos do Domínio do Pecado -- Santificação

A segunda fase da salvação diz respeito ao presente. A Bíblia nos ensina que, pela santificação, somos salvos do domínio do pecado (Romanos 6:14), por intermédio da vida de Jesus em nós. É exatamente isso que Paulo nos mostra em Romanos 5:10 "Porque se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus, mediante a morte do seu Filho (justificação), muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida (santificação)’’. Santificação é um processo que se inicia na conversão e só será concluído na glorificação, quando estivermos finalmente unidos com o Senhor em sua glória.

Enquanto somos santificados pela graça do Senhor, devemos, a cada dia, mortificar o velho homem e nos revestir "do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade’’ (Efésios 4:24). Nesse processo devemos nos sujeitar a Deus, resistir ao diabo (Tiago 4:7), fugir do pecado (I João 3:9) e sermos inconformados com o mundo (Romanos 12:2). Nessa caminhada da santificação precisamos deixar as coisas que para trás ficam, desembaraçar-nos de todo o peso e pecado que tenazmente nos assedia, olhando firmemente para Cristo (Hebreus 12:1-2), sendo transformados à sua imagem pelo Espírito Santo (II Coríntios 3:18).

Confira na Bíblia: Efésios 1:4, I Tessalonissences 4:3 e 7, II Tessalonicences 2:13, Hebreus 12:14, Romanos 1:7; 6:22, Levítico 20:7 e II Timóteo 1:12.

Talvez você pense: "Puxa! Como conseguirei fazer tudo isso? Acho que vou precisar me esforçar muito...’’. Bem, se você se esforçar, não conseguirá. Se se esforçar muitíssimo, conseguirá menos ainda. E o pior: Deus considerará que o seu esforço é pecado. Ele lhe dirá o mesmo que disse aos Gálatas: "Será que vocês são assim tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, querem agora se aperfeiçoar pelo esforço próprio?’’ (Gálatas 3:3 -- NVI).

A santificação é efetivada pela instrumentalidade da Palavra de Deus (João 17:17) e pela ação do Espírito Santo (I Pedro 1:2). Deus não apenas nos escolheu em Cristo para a glória (Efésios 1:4,11), mas também decidiu nos transformar à imagem do Rei da glória (Romanos 8:29, II Coríntios 3:18). Portanto, é Ele quem nos capacita para a santificação. É Ele quem, vivendo em nós, nos transforma. Precisamos crer nisso. Assim como a justificação veio por meio da fé, também a santificação é pela fé. Creia no que dizem versos como Gálatas 5:24, II Coríntios 9:8 e Romanos 6:5-6. Pronuncie esses versos tantas vezes quanto necessário. Creia que você está em Cristo. Você morreu com Ele e ressuscitou com Ele. Enquanto você estiver nEle, pela fé, terá o poder dEle para vencer o domínio do pecado.

Salvos da Presença do Pecado -- Glorificação

Em Romanos 13:11, Paulo alerta os crentes da seguinte forma: "E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos’’. A que salvação o apóstolo está se referindo? Certamente, ele está falando sobre a terceira etapa da salvação, na qual seremos salvos da presença do pecado: a glorificação.

A glorificação é a consumação final da nossa redenção (salvação). Quando Cristo vier em sua glória e majestade, seremos definitivamente libertos da presença do pecado, pois não mais habitaremos um corpo carnal e propenso às paixões deste mundo. Não será mais necessário lutar, pela fé, contra o poder do pecado. Teremos um corpo semelhante ao corpo da Sua glória. Então, habitaremos e reinaremos com Cristo para sempre no novo céu e nova terra, onde não haverá mais lágrima, nem dor, nem luto. Nada contaminado entrará no céu. Nossa bem-aventurança será completa e final. As primeiras coisas, finalmente, terão passado, e estaremos com nosso salvador para sempre e nos deleitaremos nEle por toda a eternidade. Que gloriosa salvação! Bendito seja o Deus da nossa salvação. A Ele seja a glória agora e para sempre.

Entretanto, muito embora a glorificação dos salvos seja um fato certo, ainda não é uma realidade histórica. Contudo, ainda que ela seja um acontecimento futuro, ela já está determinada e segura (II Pedro 3:9-13). Historicamente, ela se dará na segunda vinda de Cristo, quando os que morreram nEle ressuscitarão com corpos glorificados, e os que estiverem vivos serão transformados e arrebatados para o encontro com o Senhor nos ares (I Tessalonicenses 4:16-17). Todavia, podemos crer, pela Palavra de Deus, que todos aqueles que foram justificados e estão sendo santificados, na mente e nos decretos de Deus já estão glorificados, pois se tornaram participantes de Cristo e, portanto, também participam de sua glória. Já estamos selados para o dia da redenção (Efésios 4:30). Nos decretos eternos de Deus, em Cristo Jesus já estamos na glória (Romanos 8:30) e nada nem ninguém no céu, na terra e debaixo da terra "poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor’’ (Romanos 8:38), "... desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio’’ (Hebreus 3:14 -- NVI).

Confira na Bíblia: João 5:28-29; Romanos 5:10 e 8:17; I Coríntios 15:42-44,51-57; I João 3:2 e Apocalipse 21:4.

Conclusão

Como vimos, nós fomos salvos, estamos sendo salvos e seremos salvos. Fomos salvos da condenação do pecado na justificação, pela morte substitutiva de Jesus; estamos sendo salvos do domínio do pecado na santificação, pela vida substitutiva de Jesus; e seremos salvos da presença do pecado na glorificação, pela volta gloriosa do nosso Senhor Jesus Cristo. Aleluia!

Se você quiser se aprofundar no estudo dessa doutrina, recomendamos os seguintes livros:

Responder

  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <it> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <h1> <h2> <h3> <blockquote> <span> <p> <p style="text-align: right;"> <br> <table> <address> <pre> <hr>
  • Você pode escrever código PHP. Basta incluir as tags <?php ?>.

Mais informações sobre as opções de formatação

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer