Ser o bem-amado

imagem de Flávio Cardoso
Versão para impressãoVersão para impressão

Quem se lembra da pregação do Fábio, no último domingo? Foi muito edificante! Ele falou, entre muitas coisas, sobre como é necessário que todos nós tenhamos uma atitude de filho de Deus, e não de servo. O servo é o que tenta impressionar o seu senhor com seus méritos. É escravo da "meritocracia" (gostei dessa palavra). O filho, não precisa disso, pois sabe que o Pai lhe ama independentemente de seus méritos.

Pois bem. Estava eu no Metrô lendo o meu autor predileto da atualidade, quando me assustei. Parecia que o cara também ouviu a mensagem do Fábio! Não tá acreditando? Então dá só uma expiada:

 

"Ser o bem-amado

Jesus mostra-nos o caminho da compaixão, não só pelo que diz, mas também pela forma como vive. Jesus fala e vive como o Filho bem-amado de Deus. Um dos acontecimentos centrais da vida de Jesus é relatado por Mateus: "Depois de ser batizado, Jesus logo saiu da água. Então o céu se abriu, e Jesus viu o Espírito de Deus, descendo como pomba e pousando sobre ele. E do céu veio uma voz dizendo: 'Este é o meu Filho Amado, que muito me agrada' " (Mt 3:16-17).

Este evento revela a verdadeira identidade de Jesus. Jesus é o "Bem-Amado" de Deus. Esta verdade espiritual guiará todos os seus pensamentos, palavras e ações. É a rocha sobre a qual o seu ministério de compaixão será construído. E isto torna-se óbvio quando o Evangelho nos dia que o mesmo Espírito, que desceu sobre ele quando saía da água, o conduziu também ao deserto para ser tentado. Aí o "Tentador" veio ter com ele pedindo-lhe que demonstrasse que valia a pena amá-lo. O "Tentador" disse-lhe: "Se tu és o Filho de Deus, manda que essas pedras se tornem pães! Se és Filho de Deus, joga-te para baixo! Eu te darei todos os reinos do mundo, se te ajoelhares diante de mim, para me adorar" (cf. Mt 4:1ss). Estas três tentações eram três maneiras de levar Jesus a tornar-se um "competidor" pelo amor. O mundo do "Tentador" é precisamente o mundo em que as pessoas competem pelo amor fazendo coisas úteis, sensacionais e poderosas, para assim obterem medalhas que lhes ganhem o afeto e a admiração dos outros.

Jesus, porém, é muito claro na sua resposta: "Não tenho que demonstrar se sou digno de amor. Eu sou o Bem-Amado de Deus, aquele em quem Deus se compraz". Foi essa vitória sobre o Tentador que fez de Jesus um homem livre para optar por uma vida de compaixão."

Fábio, você andou lendo Henry Nouwen?

Ser o bem-amado

Quando foi que o Nouwen escreveu isso??? Foi depois da minha mensagem??? kkkk. Esse negócio de colocar as mensagens na internet dá nisso!.


Brincadeiras à parte, eu andei lendo David Kornifield e Ed Renné Kivitz, além do Coty. Esses caras falam muito sobre a paternidade divina e da importância do resgate dessa paternidade em nossa espiritualidade. Além deles, outro autor que muito me edifica é o Ivênio dos Santos. Ele me ensinou muito sobre a Graça versus a tirania da meritocracia.


Um abraço a todos.

Comentar

  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <it> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <h1> <h2> <h3> <blockquote> <span> <p> <p style="text-align: right;"> <br> <table> <address> <pre> <hr>
  • Você pode escrever código PHP. Basta incluir as tags <?php ?>.

Mais informações sobre as opções de formatação

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer