vida cristã

imagem de Flávio Cardoso

Conte com o milagre!

Ele, porém, respondeu: "Dêem-lhes vocês algo para comer". Eles disseram: "Temos apenas cinco pães e dois peixes — a menos que compremos alimento para toda esta multidão".
Lucas 9:13, NVI

Assim, tenham ânimo, senhores! Creio em Deus que acontecerá do modo como me foi dito. Devemos ser arrastados para alguma ilha".
Atos 27:25-26

Essas duas passagens que lemos nos mostram exemplos de discípulos diante de desafios. Na primeira, os 12 discípulos receberam, ao final da tarde, a incumbência de alimentar cerca de 5000 homens. Na segunda, após 14 dias à deriva no mar por causa de terríveis tempestades, Paulo, confiando nas palavras de Deus, tentava acalmar as 276 pessoas que estavam no navio, já sem nenhuma esperança de escaparem com vida.

Como reagimos diante das dificuldades? Essa é uma pergunta que interessa não apenas a nós mesmos, mas também a Deus. Talvez seja exatamente por isso que Ele às vezes nos coloca em situações difíceis: para ver qual será a nossa reação.

Analisando o primeiro episódio, Watchman Nee afirma:

"Quando Jesus disse: "Dai-lhes vós mesmos de comer", não foi porque esperava que Seus discípulos tivessem um plano, mas porque queria que eles esperassem por um milagre. Como nós, no entanto, eles optaram pelo caminho mais fácil -- o caminho que não exige o exercício da fé ou da oração. Sua solução foi "ir e comprar comida". Esta foi uma proposta vergonhosa para um discípulo de Cristo; além disso, poderia ter sido feita por fariseus e saduceus, uma vez que não indicava fé ou confiança alguma nEle. como deixa claro o Evangelho de João, eles pensaram em seu bolso: não tinham dinheiro suficiente!

Vemos apenas aquilo que nós podemos fazer. Fechamos os olhos para Deus e para Seus inesgotáveis recursos. Entretanto, Deus não se limita a nós. Deixemos de lado aquilo que podemos ou não fazer; Ele está esperando para mostrar-nos Seus milagres."

Paulo, por outro lado, era um homem cuja vida estava totalmente entregue nas mãos de Deus. Muito antes de embarcar naquele navio, o Senhor já havia dito que Paulo iria para Roma (Atos 23:11). E agora, no meio dessa terrível tormenta, Deus confirmou a Paulo que ele compareceria perante César (Atos 27:24). Então, embora as circunstâncias naquele navio fossem desesperadoras, ele esperava pacientemente pelo milagre, e ainda tinha paz suficiente para acalmar os demais.

Quem tem intimidade com Deus deve sempre contar com o milagre. Para quem não conhece o Pai, esse comportamento pode parecer presunçoso, arrogante. Imaginam que os milagres são concedidos apenas excepcionalmente e só para quem é merecedor. Então, contar com o milagre seria o mesmo que considerar-se merecedor.

Mas não é nada disso. Nosso Pai tem prazer em que dEle dependamos. Sabemos que o seu favor não nos é concedido por nosso merecimento, mas por sua graça.

1  Se o SENHOR não edificar a casa, em fão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
2  Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados, ele o dá enquanto dormem.
Salmos 127:1-2

Então, nossa conduta diante das tormentas da vida deve ser sempre esta: logo no início, corremos para a presença de Deus e esperamos que Ele nos diga algo a respeito. O Bom Pastor sempre fala com suas ovelhas.

Depois que Ele falar, é preciso que nos acalmemos e esperemos com paciência pela providência divina. E não só com paciência, mas também com paz e alegria no coração, apesar das adversidades. Esse é o comportamento que alegra o coração do Pai.

Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração. (Romanos 12:12)

Normalmente, a nossa atitude é bem parecida com a dos 12 discípulos diante da multidão de famintos, principalmente quando os problemas que enfrentamos não parecem ser muito grandes. Primeiro, tentamos resolvê-los a nosso modo. Nem nos lembramos que Deus existe. Quando, porém, a coisa aperta e percebemos que nossos recursos se esgotaram, aí sim buscamos o milagre divino. No resfriado, vamos à farmácia; no câncer, vamos a Deus. Não convém que seja assim!

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
(Filipenses 4:6)

Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês. (1 Pedro 5:7)

Os filhos de Deus, que conhecem o Pai de perto, não têm o direito de andar ansiosos por coisa alguma, grande ou pequena. Todas as ansiedades devem ser lançadas sobre Ele. Deus deseja ser invocado não apenas nos momentos terríveis, mas também nos meramente incômodos. Ele quer revelar sua presença maravilhosa em nosso dia a dia.


Para reflexão em grupo

  1. Como você avalia a sua conduta diante dos pequenos desafios da vida? Você costuma levá-los a presença de Deus, ou procura resolvê-los a seu modo?
  2. Você está passando por alguma tormenta em sua vida? Qual tem sido a sua atitude diante dela, à luz de tudo o que dissemos? Você já tem uma palavra de Deus acerca disso? Como podemos ajudá-lo?

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer